TEMÁTICA

Este espaço tem a finalidade de apresentar tópicos e técnicas usadas na odontologia visando informações básicas e orientação na profilaxia e prevenção da saúde bucal dos pacientes do consultório, além de curiosidades e história da odontologia

27 de ago de 2015

ESCOVA DE DENTE DO FUTURO CONECTADA AO SMARTPHONE



Escova de dente do futuro conecta-se a aplicativo no smartphone e avalia higiene oral do usuário Item desenvolvido nos Estados Unidos comprova a tendência de junção entre tecnologia e produtos tradicionais A junção de produtos de uso cotidiano com o universo de aplicativos móveis é uma das próximas fronteiras do mercado digital e mobiliza diversas empresas e encontrarem soluções que ganhem espaço rapidamente. Prova disso é a escova de dentes desenvolvida por uma empresa norte-americana que conecta-se com um aplicativo instalado no smartphone do usuário e fornece a ele detalhes sobre a escovação e o seu nível de higiene oral. O produto se chama Beam Toothbrush. A escova foi projetada, por exemplo, para captar a duração da escovação e a frequência com que o cliente limpa os dentes. Além disso, o histórico gravado no aplicativo, informam seus desenvolvedores, pode ser facilmente usado por dentistas interessados em investigar a rotina de limpeza de seus clientes. De acordo com o site Springwise, cujo objetivo é identificar negócios inovadores em todo o mundo, a escova de dentes inteligente custa US$ 34,99 e a cabeça com as cerdas deve ser substituída conforme o tempo de uso - nesse caso, o refil custa US$ 3,99. 
Fonte
http://pme.estadao.com.br/noticias/noticias,escova-de-dente-do-futuro-conecta-se-a-aplicativo-no-smartphone-e-avalia-higiene-oral-do-usuario,2348,0.htm

9 de jul de 2015

REFRIGERANTES: Um problema para os dentes.



Nas diversas regiões do Brasil, as pessoas usam palavras diferentes para identificar um refresco adocicado e gaseificado — o refrigerante. Porém, não importa o nome que se use, trata-se de algo que pode provocar sérios problemas de saúde bucal.

Os refrigerantes destacam-se como uma das fontes mais importantes de cárie dental presentes na dieta, atingindo pessoas de todas as idades. Ácidos e subprodutos acidíferos do açúcar presente nos refrigerantes desmineralizam o esmalte dental, contribuindo para a formação das cáries. Em casos extremos, o esmalte desmineralizado combinado com escovação inadequada, bruxismo (hábito de ranger os dentes) ou outros fatores pode levar à perda dental.

Bebidas sem açúcar, que respondem por apenas 14 porcento do consumo total de refrigerantes, são menos prejudiciais. Entretanto, elas são acidíferas e têm potencial para causar problemas.

ESTÁ SE BEBENDO CADA VEZ MAIS
 O consumo de refrigerantes nos Estados Unidos aumentou drasticamente em todos os grupos demográficos, especialmente entre crianças e adolescentes. O problema é tão grave que autoridades de saúde como a American Academy of Pediatrics começou a alertar sobre os perigos. Quantas crianças em idade escolar bebem refrigerantes? Estimativas variam de uma em cada duas à quatro em cada cinco consumindo pelo menos um refrigerante por dia. Pelo menos uma em cada cinco crianças consome um mínimo de quatro porções por dia.2 Alguns adolescentes chegam a beber 12 refrigerantes por dia. Porções maiores agravam o problema. De 180 ml na década de 80, o tamanho do refrigerante aumentou para 570 ml na década de 90. Crianças e adolescentes não são as únicas pessoas em risco. O consumo prolongado de refrigerantes tem um efeito cumulativo no esmalte dental. Conforme as pessoas vivem mais, mais pessoas terão probabilidade de apresentar problemas.

O QUE FAZER?
Crianças, adolescentes e adultos podem se beneficiar com a redução do número de refrigerantes que consomem, e também com as terapias bucais disponíveis. Eis algumas medidas que você pode tomar:

- Substitua o refrigerante por bebidas diferentes: Tenha na geladeira bebidas que contenham menos açúcar e ácido, como água, leite e suco de fruta 100% natural. Ingira essas bebidas e estimule seus filhos a fazer o mesmo.

- Enxágüe a boca com água: Depois de consumir um refrigerante, faça um bochecho com água para remover vestígios da bebida que possam prolongar o tempo que o esmalte fica exposto aos ácidos.

 - Use creme dental e solução para bochecho com flúor: O flúor reduz as cáries e fortalece o esmalte dental, portanto escove com um creme dental que contenha flúor, como o Colgate Total® . Fazer bochechos com uma solução com flúor também pode ajudar. Seu dentista pode recomendar um enxaguatório bucal que você compra na farmácia ou supermercado ou prescrever um mais concentrado dependendo da gravidade do seu problema. Ele também pode prescrever um creme dental com maior concentração de flúor

 - Faça aplicação de flúor com o profissional: Seu dentista pode aplicar flúor na forma de espuma, gel ou solução.Os refrigerantes são implacáveis com seus dentes. Reduzindo a quantidade que você ingere, praticando uma boa higiene bucal e buscando ajuda com seu dentista e higienista, você pode neutralizar seus efeitos e usufruir de uma saúde bucal melhor.

BIOGRAFIA
 1 Harnack L, Stang J, Story M. Soft drink consumption among US children and adolescents: Nutritional consequences. Journal of the American Dietetic Association 1999;99:436-444. 2 Gleason P, Suitor C. Children s diets in the mid 1990s: Dietary intake and its relationship with school meal participation. Alexandria, VA: US Department of Agriculture, Food and Nutrition Service, Office of Analysis, Nutrition and Evaluation;2001. 3 Brimacombe C. The effect of extensive consumption of soda pop on the permanent dentition: A case report. Northwest Dentistry 2001;80:23-25.

 Artigo fornecido pela Colgate-Palmolive. Copyright 2013 Colgate-Palmolive.

5 de jan de 2014

DICAS PARA DEIXAR DE FUMAR


4 de jan de 2014

BLIZZIDENT - ESCOVA DE DENTES INOVADORA



Escova de dentes inovadora (e bem diferente) promete garantir a higienização em seis segundos Problema é o preço sugerido, cerca de R$ 1 mil para o primeiro molde  Ela não se parece com uma escova de dentes convencional. De fato, ela não é uma escova tradicional. Mas um grupo de engenheiros, em parceria com dentistas, promete entregar ao consumidor interessado - em breve - uma escova de dente modelada especialmente para cada pessoa e que transforma a escovação em um simples ato de seis segundos A Blizzident é uma escova personalizada. O dentista faz um molde da arcada dentária de cada consumidor e em seguida fabrica o produto para uso. A pessoa coloca o molde na boca e o morde até quinze vezes consecutiva - processo que não demora mais do que seis segundos. Por conta desse novo processo, e do molde, os dentes ficam higienizados rapidamente. Conheça a escova de dentes de três cabeças Escova do futuro se conecta com aplicativo O diferencial da escova, aliás, não está apenas no fato de tornar o processo de escovação mais rápido - ele também pretende eliminar as eventuais falhas durante o procedimento. O problema ainda é o preço do produto. De acordo com a Wired, a primeira escova vai custar 299 euros - algo em torno de R$ 920. Os modelos subsequentes - você já vai ter feito o molde dos seus dentes - sairá por 159 euros - cerca de R$ 490. Criar soluções para a escovação dos dentes ocupa a rotina de muitos empreendedores. Acompanhe nos links abaixo duas propostas diferentes para facilitar a vida dos consumidores.
Fonte Estadão




11 de nov de 2013

DENTISTAS WEB.



Chegou DENTISTAS WEB.
O site de sua clínica ou consultório




31 de mai de 2013

DIA MUNDIAL SEM TABACO

 Segundo o INCA, além dos danos à saúde já bastante conhecidos (câncer, doenças cardiovasculares, doenças respiratórias, dentre mais de 50 doenças) diretamente relacionadas ao tabagismo), a fumaça do cigarro contém mais de 4.700 substâncias tóxicas, como arsênico, amônia, monóxido de carbono e agrotóxicos, que poluem o ambiente. Como se não bastasse, ao longo da cadeia de produção do tabaco há fatores que afetam o meio ambiente como: desmatamento, uso de agrotóxicos, agricultores doentes, incêndios e poluição do ar, das ruas e das águas. Confira o vídeo educativo da Sanofi, com orientações sobre a estrutura e funcionamento pulmonar, tipos principais de câncer e seus fatores de risco, sintomas, prevenção e tratamento. Divulgue! Oriente! http://www.ag93.com/ftp/05_2013/sanofi/gilmar/Oncotalk_4.01_1a.wmv



4 de mar de 2013

GLOSSÁRIO ODONTOLÓGICO SIMPLIFICADO

GLOSSÁRIO ODONTOLÓGICO

ALVEOLOPLASTIA: Intervenção cirúrgica para dar forma ao rebordo ósseo e prepará-lo para o suporte ósseo.

APICETOMIA: Remoção de uma parte da raiz que apresente lesão que não pode ser curada por tratamento de canal. Em alguns casos é necessário fazer uma obturação do ápice do dente.

ATM: Articulação temporomandibular – Articulação da mandíbula com o crânio, especificamente o processo condilar da mandíbula com o osso temporal

BRUXISMO: Hábito mórbido de ranger os dentes; bruxismo; bruxomania.

BULIMIA: Fome insaciável que acompanha certas perturbações mentais e, por vezes, o diabete; fome canina

CÁRIE DENTÁRIA: Pode ser definida como uma destruição localizada dos tecidos dentais causada pela ação das bactérias.

CLÍNICA GERAL: Tratamentos de cirurgia, radiologia, endodontia, dentística restauradora, periodontia.

COROA: Substitui a coroa do dente , que á a parte visível do mesmo, pode ser confeccionada em diversos materiais.

GENGIVITE:  É uma inflamação na gengiva

DENTÍSTICA: Obturações e restaurações em dentes.

DIAGNÓSTICO: Exame bucal e elaboração do plano de tratamento

ENDODONTIA: Parte da odontologia que estuda os tecidos da polpa e da raiz dos dentes, assim como suas doenças.(tratamento de canais)

EXODONTIA: É o mesmo que extração dental

HALITOSE: Cheiro desagradável exalado pela boca

IMPLANTODONTIA: É a especialidade que tem como objetivo a implantação na mandíbula e/ou na maxila, de materiais aloplásticos destinados a suportar próteses unitárias, parciais ou removíveis e próteses totais.

MORDIDA CRUZADA:  Normalmente os dentes superiores se sobrepõem aos inferiores durante a oclusão, na mordida cruzada ocorre o inverso.

NÚCLEO: quando ocorrem perdas muito acentuadas de estrutura dental existe, por vezes, a necessidade de criação de uma estrutura de fixação para a coroa. O núcleo cumpre a função de preenchimento no dente e será fixado comumente no conduto radicular (canal) após tratamento endodôntico.

OCLUSÃO: É quando ocorre o contato dos dentes superiores com os inferiores.

ODONTO: Termo para indicar relação com dente.

ODONTOLOGIA: Parte da medicina que trata dos dentes

ODONTOFOBIA: Medo mórbido de animais que mordem ou de visão de dentadura de animais; horror a tratamento dentário

ORTODONTIA: Ramo da odontologia que previne ou trata o posicionamento irregular dos dentes. 

PERIODONTO: Conjunto dos tecidos de revestimento e sustentação que envolvem o dente. (Compreende a membrana periodontária, a gengiva e o osso alveolar.)

PERIODONTIA: Ramo da odontologia que se ocupa das periodontopatias.

PROFILAXIA:  Ato de fazer a higiene bucal profissional

PRÓTESES: É a especialidade que tem como objetivo o restabelecimento e a manutenção das funções do sistema mastigatório, visando a proporcionar conforto, estética e saúde para recolocação dos dentes destruídos ou perdidos e dos tecidos contíguos.

PRÓTESE PARCIAL REMOVÍVEL (PPR): Substitui de forma artificial a dentição perdida do paciente, quando o mesmo ainda possui alguns dentes em sua boca. normalmente é sustentada por grampos de metal discretos.

PRÓTESE TOTAL:  Mais conhecida como dentadura, substitui de forma artificial a dentição perdida do paciente

TÁRTARO OU CALCULO DENTAL: É a formação calcária que notamos colada aos dentes, geralmente se localiza próximo aos ductos de saída dos ductos salivares (incisivos inferiores e molares superiores)







8 de fev de 2013

DENTE DO SISO



Caso o dente do siso tenha uma erupção correta, não há necessidade de extração. O dente do siso normalmente não possui espaço na arcada dentária para sua correta erupção, sendo assim, na maior parte dos casos erupciona fora de posição, empurrando outros dentes, pode causar inflamação dos tecidos ao redor e em casos mais graves um trismo mandibular (caso em que o paciente não consegue abrir a boca, além de ficar com muita dor no local, sendo necessário uso de anti-inflamatórios e em alguns casos antibióticos). Desde que ele esteja corretamente posicionado não há necessidade de extração, mas isso ocorre na minoria dos casos.

19 de dez de 2012

A MODA AGORA E USAR APARELHOS FALSO NOS DENTES


Adolescentes de países asiáticos estão usando aparelhos ortodônticos de mentira - novidade pode trazer riscos à saúde por Redação Galileu “Eu saio melhor nas fotos agora?” O importante é ter um sorriso brilhante . Quem já usou aparelho nos dentes sabe: a definição de felicidade é o dia em que seu dentista arranca aquilo definitivamente da sua boca. Pois é: mais uma verdade absoluta que cai. Crianças da Tailândia, Indonésia e China estão usando aparelhos falsos para (pelo menos supostamente) ficar com o visual mais bonito. Mais do que um item fashion, trata-se de um item de status. Aparelhos são caros e, para os adolescentes de lá, utilizá-los têm a mesma importância que desfilar com um carrão importado no mundo (supostamente) adulto. Um aparelho real custa em torno de 1.200 dólares – o falso sai por menos de 10% disso, chegando a custar US$ 100. Quem quer ficar por dentro da mais nova tendência fashion-bizarra deve ir a um salão de beleza ou então comprar o kit de montagem e fazer tudo por conta própria. Mas essa nova onda pode ter conseqüências bastante sérias. Uma tailandesa de 17 anos contraiu uma infecção na tiroide e acabou tendo uma parada cardíaca fatal. Outra garota, de apenas 14 anos, morreu depois de comprar o produto de uma loja ilegal. Estudos mostraram que a composição do produto leva chumbo, o que fez com que eles fossem proibidos na Tailândia, fato que só aumentou o interesse em torno da coisa. Agora os jovens se apropriaram do aparelho falso como um símbolo de resistência, parte de uma cultura de gangs de jovens que andam de moto nas grandes cidades. Talvez o problema seja ainda mais grave na Indonésia: lá, o uso é liberado e alguns adultos estão começando a aderir à moda.

27 de out de 2012

O TABAGISMO E O RISCO À SAÚDE BUCAL


É cientificamente comprovado que o tabagismo pode levar a problemas graves de saúde e além de ser uma das principais causas de câncer de pulmão, o tabaco também pode comprometer seriamente a saúde oral. O uso do tabaco pode ser um fator desencadeador de muitas condições de má saúde bucal, mas felizmente em casos menos complexos um periodontista pode diagnosticar e tratar a maioria dos males causados pelo tabagismo. Alguns problemas de saúde bucal que podem ser atribuídos ao uso do tabaco incluem:
- Mau hálito;
- Dentes manchados e descoloridos;
- Feridas orais;
- Olfato e paladar prejudicados;
- Doenças periodontais;
- O câncer de boca.
Estudos sugerem que o tabagismo pode tornar os pacientes até quatro vezes mais propícios a desenvolver o câncer de boca. Uma forma de evitar todos esses problemas é realmente abolindo o tabaco, tanto na forma de cigarros quanto de gomas de mascar – é um grande erro acreditar que o chiclete de cigarro causa menores riscos à saúde bucal. Abandonar o cigarro reduz drasticamente as chances de desenvolver problemas bucais e após 10 anos o ex-fumante tem o mesmo grau de risco de doenças periodontais de uma pessoa que nunca fumou. Também é de extrema importância manter um regime regular de higiene oral através da escovação e uso do fio dental, além de manter as visitas frequentes a um periodontista. A rotina de limpeza pode ajudar a reduzir os efeitos do tabaco sobre os dentes e gengivas, enquanto os exames regulares podem assegurar quaisquer problemas causados pelo tabagismo, que se tratados precocemente podem ser tratados mais facilmente. Roberta Cardoso ·

14 de ago de 2012

Lábios sensuais

8 de ago de 2012

Que tal deixar as crianças acompanharem o nascimento dos seus próprios dentes?


19 de dez de 2011

Medicamentos usados no passado

16 de dez de 2011

A magia estrutural do corpo humano

12 de dez de 2011

Fotos nanométricas oculta da criação

9 de dez de 2011

A SAÚDE BUCAL DOS IDOSOS


Como posso manter uma boa saúde bucal na terceira idade?

Se você cuidar bem dos seus dentes e fizer consultas periódicas com seu dentista, os seus dentes podem durar a vida inteira. Independentemente da idade, você pode ter dentes e gengivas saudáveis se escovar pelo menos três vezes ao dia com creme dental com flúor, se usar fio dental pelo menos uma vez ao dia e se for regularmente ao dentista para exames completos e limpeza.

Que informações sobre a saúde bucal um indivíduo da terceira idade deve ter?

Até mesmo quem escova e usa fio dental regularmente, pode ter alguns problemas específicos. Muitas pessoas na terceira idade usam dentaduras, tomam remédios e têm problemas de saúde geral. Felizmente, seu dentista pode ajudar você a encarar estes desafios com êxito quase que garantido.
As cáries e os problemas com a raiz dos dentes são mais comuns em pessoas da terceira idade. Por isso, é importante escovar com um creme dental que contenha flúor, usar fio dental todos os dias e não deixar de ir ao dentista.
A sensibilidade pode se agravar com a idade. Com o passar do tempo é normal haver retração gengival que expõe áreas do dente que não estão protegidas pelo esmalte dental. Estas áreas podem ser particularmente doloridas quando atingidas por alimentos e bebidas quentes ou frias. Nos casos mais severos, pode ocorrer sensibilidade com relação ao ar frio e a alimentos e líquidos doces ou amargos. Se seus dentes estiverem muito sensíveis, tente usar um creme dental apropriado. Se o problema persistir, consulte o dentista já que esta sensibilidade pode indicar a existência de um problema mais sério, como, por exemplo, cárie ou dente fraturado.
As pessoas mais velhas se queixam de boca seca com freqüência. Este problema pode ser causado por medicamentos ou por distúrbios da saúde. Se não tratado, pode prejudicar seus dentes. Seu dentista pode recomendar vários métodos para manter sua boca mais úmida, como tratamentos ou remédios adequados para evitar a boca seca.
Enfermidades preexistentes (diabete, problemas cardíacos, câncer) podem afetar a saúde da sua boca. Converse com seu dentista sobre quaisquer problemas de saúde existente para que ele possa ter uma visão completa da situação e para que possa ajudar você de forma mais específica.
As dentaduras tornam mais fácil a vida de muitas pessoas da terceira idade, mas exigem cuidados especiais. Siga rigorosamente as instruções do seu dentista e, caso ocorra qualquer problema, marque uma consulta. Os portadores de dentaduras definitivas devem fazer um exame bucal geral pelo menos uma vez por ano.
A gengivite é um problema que afeta pessoas de todas as idades e que pode se tornar muito sério, especialmente em pessoas de mais de 40 anos. Vários fatores podem agravar a gengivite, tais como:
-Má alimentação.
-Higiene bucal inadequada.
-Doenças sistêmicas, como a diabete, enfermidades cardíacas e câncer.
-Fatores ambientais, tais como o estresse e o fumo.
-Certos medicamentos que podem influenciar os problemas gengivais.

Como as doenças gengivais são reversíveis em seus primeiros estágios, é importante diagnosticá-las o mais cedo possível. As consultas periódicas garantem o seu diagnóstico e o seu tratamento precoce. É importante saber que a boa higiene bucalevita o aparecimento de enfermidades gengivais.
As coroas e pontes são usadas para reforçar dentes danificados ou substituir dentes extraídos. Uma coroa é usada para recobrir um dente que sofreu perda de substância. Ela fortalece a estrutura do dente e melhora a sua aparência, sua forma ou seu alinhamento. As pontes ou próteses fixas são usadas para substituir um ou mais dentes faltantes e são fixadas nos dentes naturais ou nos implantes situados ao lado do espaço deixado pelo dente extraído.

Artigo fornecido pela Colgate-Palmolive. Copyright 2011 Colgate-Palmolive.

19 de nov de 2011

Relíquias da Odontologia: Instrumentos Antigos

5 de nov de 2011

Relíquias da medicina: Instrumentos cirúrgicos antigos

28 de jun de 2011

DESLOCAMENTO DAS BACTÉRIAS ORAIS PARA O RESTO DO ORGANISMO


 
A Johnson & Johnson, em parceria com a empresa americana Anatomical
Travelogue, produziu um vídeo com imagens inéditas da cavidade bucal,
mostrando, pela primeira vez, o deslocamento das bactérias orais para
o resto do organismo.. A captação dessas imagens reais, macro e
microscópicas, só foi possível graças a uma tecnologia de última
geração e câmeras hipersensíveis capazes de demonstrar didaticamente
como a saúde oral interfere na saúde global do corpo.

29 de mai de 2011

CRONOLOGIA DE DESENVOLVIMENTO DOS DENTES DECÍDUOS


Dente decíduodentição decíduadentição de leite, ou dentição temporária , conhecida também dentição infantilprimeira dentição ou dente-de-leite, é o primeiro conjunto de dentes que aparecem durante a ontogenia de seres humanos e outros mamíferos. O desenvolvimento dentário começa durante o período embrionário e os dentes tornam-se visíveis (erupção dentária) na boca durante a infância. São geralmente substituídos, após a sua queda, por dentes permanentes, embora, na ausência desta, possam conservar-se e manter a sua função durante alguns anos.





CRONOLOGIA 

O surgimento dos primeiros dentes costuma ser aos 6 meses e prolonga-se aproximadamente até aos 30 meses, embora haja bebés que têm o primeiro dente tão cedo quanto os três meses ou tão tarde quanto um ano.
A cronologia aproximada do surgimento é a seguinte:
  • 6 a 9 meses: incisivos centrais inferiores.
  • 9 a 10 meses: incisivos centrais superiores.
  • 10 a 11 meses: incisivos laterais superiores.
  • 11 a 12 meses: incisivos laterais inferiores.
  • 12 a 14 meses: caninos inferiores e superiores.
  • 14 a 24 meses: primeiros e segundos molares inferiores e superiores.